Clínica Veterinária Caldas

Veterinário 24 Horas
Rua da Consolação, 3649 Tel: 3085-2447





Nefrologia - Obstrução Urinária em Gatos



É bastante frequente o número de gatos que a dada altura da sua vida apresentam problemas urinários. As doenças do trato urinário inferior dos felinos incluem um variado número de condições, tais como diferentes tipos de cálculos urinários, obstrução das vias urinárias ureteres e uretra) e inflamação da bexiga (cistite) . Todas estas condições podem provocar dor e desconforto sempre que o gato tenta urinar. Muitos dos gatos afetados por estes problemas podem apresentar recorrência dos mesmos após um primeiro episódio de obstrução. Nos casos mais graves, o gato pode mesmo ser incapaz de esvaziar a bexiga e pode até morrer se não lhe for instituído um tratamento de emergência. Os machos castrados estão em maior risco de desenvolver obstruções na uretra ( a estrutura tubular que transporta a urina da bexiga até ao pénis). No entanto, estas obstruções também podem ocorrer em machos inteiros e fêmeas não esterilizadas. A uretra é mais longa e mais estreita nos machos, e esta particularidade anatómica parece aumentar o risco de obstrução por processos inflamatórios ou por cálculos urinários. Os gatos afectados têm geralmente uma idade compreendida entre os dois e os seis anos, e o risco de desenvolverem estas doenças diminui com a idade.


Quais as causas das doenças do trato urinário inferior dos felinos?

Os gatos domésticos descendem de gatos que caçavam nas regiões áridas do Norte de África ou do Médio Oriente, e que obtinham a água necessária ao organismo a partir da sua dieta sem que houvesse necessidade de beberem água. As dietas comerciais geralmente contém menos água e muitos gatos acabam por não compensar esse défice através de uma maior ingestão de líquidos. Estes gatos apresentam um maior risco de vir a desenvolver problemas urinários, pelo simples facto de ingerirem pouca água ou de não conseguirem retirar da sua dieta a quantidade de água de que precisam. Em mais de metade dos gatos afetados por estas condições é muito difícil saber qual é a causa do problema. No entanto existe uma série de fatores que parece aumentar o risco destas doenças, tais como :

  • Stress : A mudança de ambiente (por exemplo, de uma casa para outra) pode desencadear problemas urinários em gatos susceptíveis. 
  • Dieta: a composição em minerais e o pH da urina têm influência no desenvolvimento da doença.
  • Processos inflamatórios : uma infecção do trato urinário inferior pode originar a formação de pus que pode obstruir as vias urinárias  do gato, como os ureteres e a uretra (os gatos diabéticos ou com infecções virais são mais susceptíveis a infecções).
  • Obesidade : este tipo de problemas urinários pode surgir com maior frequência em gatos obesos e com um estilo de vida mais sedentário, e que utilizam menos vezes a liteira.
  • Retenção urinária : os gatos que por qualquer razão, retêm a sua urina por períodos prolongados (como os que urinam menos frequentemente), apresentam uma maior probabilidade de desenvolver cálculos na bexiga.
  • Problemas anatómicos e tumores : dificultam em alguns gatos a micção.

Como posso reconhecer a doença no meu gato?

Um gato que esteja afectado por uma doença do trato urinário inferior começa a apresentar alterações do seu comportamento normal e dos seus hábitos de higiene. Estes gatos, devido ao desconforto associado á condição, utilizam a liteira mais vezes do que seria normal, e muitas vezes tentam urinar fora da liteira. Podem por vezes surgir algumas manchas de urina com sangue. O gato demonstra muitas vezes dor e desconforto ao urinar, podendo até vocalizar e lamber a área junto ao pénis. Se se verificar uma obstrução total das suas vias urinárias, a pressão dentro da bexiga aumenta muito e esta pode sofrer ruptura. Por outro lado, associada a estas obstruções urinárias, pode surgir uma insuficiência renal, acumulando-se no sangue as substâncias tóxicas que numa situação normal seriam filtradas pelo rim.

Qual o tratamento para a doença?

O desconforto associado a estas doenças, pode muitas vezes ser confundido com outras patologias que produzem sintomas semelhantes . De qualquer forma,  a observação destes sinais num gato, é suficiente para exigir uma ida ao veterinário assistente. O veterinário irá fazer uma recolha de urina para análise. Um gato afectado por este tipo de problemas, pode apresentar cristais na urina ou uma urina anormalmente concentrada. Se a obstrução urinária for grave, o veterinário terá de instituir a terapêutica rapidamente. No início do processo o gato está apenas moderadamente deprimido podendo apresentar vómito ocasional, mas dentro de 48 horas poderá entrar em coma e morrer. O tratamento destas condições pode ser demorado ( envolve muitas vezes a algaliação do gato por vários dias) e pode até ser necessário recorrer á cirurgia para remover os cálculos urinários. Durante este tratamento o gato poderá também necessitar de antibióticos e analgésicos.


Como prevenir a doença no meu gato?

A prevenção e tratamento destas condições, passam pelo cuidado com a dieta e por um controlo do volume de líquidos ingerido pelo gato. Nos gatos que são alimentados com rações secas, a adição de água á ração pode ajudar a aumentar a ingestão de líquidos. Actualmente, já existem dietas especialmente concebidas para evitar a formação de cálculos urinários nos gatos. Estas dietas são recomendadas pelo veterinário, muitas vezes como parte integrante de um esquema terapêutico mais completo, com recurso a medicação específica administrada diariamente. Os gatos são extremamente sensíveis á limpeza da sua liteira, e uma liteira suja pode dificultar a sua micção e propiciar a retenção urinária, facilitando a formação de cálculos urinários.



Artigos Vacinação Alimentação Vermifugação


Design by Guilherme Caldas